Política » Troca de comando no BNDES Troca de comando no BNDES Maria Silvia Bastos Marques pede demissão e dá lugar a Paulo Rabello de Castro, que presidia o IBGE

Criticada nos bastidores por políticos e empresários pela dificuldade na liberação de recursos, Maria Silvia (E) se demitiu da presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), alegando "motivos pessoais". Fontes do próprio governo, porém, apontam o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, como o grande responsável pela saída da executiva. Moreira Franco negou. Em nota, o Planalto elogiou a atuação dela, classificada como "honesta, competente e séria". Logo em seguida, o presidente Michel Temer convidou o economista Paulo Rabello de Castro (D), que até ontem era presidente do IBGE, para o cargo, aceito de imediato. Interlocutores do Planalto reconheceram que, em meio à crise política, era importante tapar sem demora o buraco deixado por Maria Silvia, para não haver desgaste com o mercado financeiro. A opção foi por um nome técnico, para evitar especulações. Paulo Rabello, que tem boas relações com Temer, é crítico feroz do uso do Estado por corporações e detonou em livro as políticas de distribuição de recursos, inclusive para empresários, durante os governos petistas. O novo comandante do BNDES também elogiou sua antecessora e afirmou que sua primeira missão à frente do banco será "reanimar o setor produtivo brasileiro", com atenção especial à indústria. (fotos: Elza Fiúza/Agência Brasil e Wilson Dias/Agência Brasil)



Lava-jato chega à 41ª fase sob pressão e com cortes Procurador da força-tarefa Carlos fernando dos santos reclama da redução do número de delegados da PF nas investigações, o que dificulta os trabalhos



Janot pede autorização ao STF para interrogar Temer Procurador-geral da república diz que presidente fez "confissão espontânea" em pronunciamentos públicos de diálogo sobre possível corrupção de juízes


Aguarde, procurando programas...
D S T Q Q S S