economia » Os esquecidos pela reforma trabalhista Já fora da CLT, um terço da mão de obra continuará sem amparo e mais longe das garantias legais

Mais de 32 milhões de brasileiros em atividade não têm carteira assinada ou atuam por conta própria e por isso estão fora do âmbito da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Eles representam 36% do total de trabalhadores ocupados no país. Todo esse contingente, porém, ficou à margem da reforma trabalhista em vias de ser implantada no país. Em vez de uma ampla revisão das relações de trabalho, com a inclusão dos apartados do mercado formal, o projeto em andamento é centrado principalmente na flexibilização, permitindo que a negociação entre empregados e patrões se sobreponha à legislação. Assim, o que deve ocorrer, apontam especialistas, é que esses trabalhadores esquecidos pela reforma, além de continuar desprotegidos, fiquem mais distantes de conquistar garantias dos formalmente contratados, como férias remuneradas, 13º salário, hora extra, FGTS e a Previdência obrigatória. Para piorar, além de não ter esses direitos, os informais ainda ganham menos. Segundo a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE, a remuneração dos que trabalham por conta própria é 23% menor e a dos sem carteira, 39% mais baixa, em média, do que a paga no mercado regular.



Superesportes » Final para fazer a cidade parar Final para fazer a cidade parar Nos próximos dois domingos, os torcedores mineiros vão reviver uma emoção que não sentiam desde 2014 - última vez em que Atlético e Cruzeiro disputaram uma final do Campeonato Mineiro. O Galo garantiu a vaga na decisão deste ano vencendo ontem a URT por 3 a 0, no Independência, com gols de Rafael Moura (e), Robinho e Otero. Já o time da Toca chegou lá com uma vitória por 2 a 0 sobre o América, no Mineirão, gols de De Arrascaeta (D). Como já virou tradição, a semana do clássico começa agitada. É que o Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) vai julgar amanhã o recurso impetrado pelo Atlético para que o centroavante Fred possa atuar domingo. O julgamento ganha mais importância porque Rafael Moura levou ontem o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Antes do clássico, o time alvinegro terá compromisso pela Copa Libertadores, na quarta-feira, em casa, contra o Libertad. (fotos: Edésio Ferreira/EM/D.A prees e Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)


Aguarde, procurando programas...
D S T Q Q S S